terça-feira, 27 de julho de 2010

4ª Reunião do Grupo Jovem Consciente CRAS





Foi realizada mais uma reunião com os jovens Martinenses, concretizando o compromisso da equipe CRAS, a partir dos objetivos da Prefeita, construindo saberes, disseminando conhecimentos. As reuniões com esses jovens são mensais, realizadas pelos técnicos do CRAS: o Assistente Social Claudicélio Sabino e a Psicóloga Samara Souza. O grupo é instigado ao desejo de continuar e aplicar na sua casa, com a sua família, as temáticas trabalhadas. Este mês foi trabalhada como temática as DROGAS, a partir de conceitos já construídos nas mentes desses jovens, em uma busca incessante em dizer que DROGAS são DROGAS e pronto. O grupo, a partir do conhecimento adquirido, revestidos de saberes, realizou uma campanha antidrogas, alertando que não são amigos os que induzem para essa vertente, e sim os que retiram, com uma palavra de esperança. No momento estavam presentes algumas crianças, que com toda a sua infância contribuíram para alegrar o encontro.
Com a presença de uma pessoa idosa, que com toda a sua experiência de vida compartilhou testemunhos e ensinamentos, a campanha não somente aconteceu dentro do esperado, como também surpreendeu pelo bom trabalho.


Nota do BLOG
: A reunião do Grupo Jovem Consciente CRAS foi realizada em 27.07.2010 às 14 horas no CRAS. O trabalho de combate às drogas não deve nunca deixar de ser feito. Bem sabemos que o ócio e a falta de oportunidades para os jovens são os principais aliados para que eles adentrem esse mundo. Mas Martins está vencendo essa batalha!

Um comentário:

  1. Erian Leite Fernandes28 de julho de 2010 07:41

    O CRAS em Martins, realmente é um exemplo de organização, seriedade e respeito ao cidadão martinense que serve de espelho para todo o Rio Grande do Norte. Isso graças ao trabalho sério e determinado da Prefita Mazé e da sua equipe. Quem mais ganha com com isso é o povo, especialmnente a população mais carente que necessita mais dessas ações. Martins realmente está em alta, só não ver quem não quer ou faz de conta que não ver. Basta comparar. Pouco a pouco estão sendo vencidas cada difuculdade, cada barreira encontrada, e olhe que eram bastantes.

    Erian Leite Fernandes

    ResponderExcluir